domingo, 26 de junho de 2016

Lordes dos Sith

TRADUÇÃO

 Lordes dos Sith - Coleção Star Wars 

 

(Português) Capa comum – 17 jun 2016 por

Anakin Skywalker, cavaleiro Jedi, é só uma distante lembrança. Darth Vader, recém nomeado como lorde Sith, está em ascensão. O aprendiz escolhido pelo Imperador provou rapidamente seu compromisso com o lado sombrio. Porém, a história da ordem Sith envolve duplicidade, traição e pupilos violentamente tomando o lugar de seus mestres, e a verdadeira lealdade de Vader ainda não foi provada – até agora. Em Ryloth, planeta explorado e escravizado pelo Império, um colérico movimento de resistência vai tentar atacar o coração de uma ditadura implacável, em uma ousada missão para assassinar seus líderes. Para o Imperador e Darth Vader, Ryloth se torna mais do que uma insurreição a ser detida. Quando uma emboscada os derruba na superfície do planeta, o relacionamento entre eles será colocado à prova como nunca antes. Podendo contar apenas com seus sabres de luz, o lado negro da Força e a ajuda um do outro, os dois Sith precisarão decidir se os laços brutais que dividem os farão aliados vitoriosos ou adversários letais.

 

Detalhes do produto

  • Capa comum: 352 páginas
  • Editora: Aleph (17 de junho de 2016)
  • Idioma: Português
  • ISBN-10: 8576573032
  • ISBN-13: 978-8576573036
  • Dimensões do produto: 23 x 16 x 0,2 cm
  • Peso do produto: 499 g
  • Lista de mais vendidos da Amazon: no. 273 em Livros

COMENTÁRIO: Traduzir este livro exigiu um grande volume de pesquisa terminológica. Afinal de contas, a responsabilidade é enorme, em se tratando do vasto público interessado. Este livro faz parte do cânone, ou seja, das histórias oficiais da franquia. Quem quiser entender melhor a linha do tempo das histórias, este site preparou uma timeline caprichada que tira todas as dúvidas.
A ação do livro se passa em 14 A.B.Y., ou 14 anos antes da Batalha de Yavin. Encarei a tradução com grande cuidado, mas também, é inegável, imenso prazer. Não é toda hora que temos a honra de traduzir palavras e diálogos cortantes entre dois dos personagens mais icônicos da cultura pop.
A acrescentar, apenas, que a relação entre Palpatine (Darth Sidious) e Vader é bastante aprofundada nas páginas deste livro, com toques de ironia e sentimentos ambíguos.
O foco de minha tradução foi proporcionar fluidez e uma boa experiência literária ao leitor, sem perder de vista o apuro lexical e a diversidade no uso dos verbos.

Além de aprofundar a natureza do vínculo entre os dois Lordes dos Sith, a obra de Paul Kemp também acrescenta um estofo extra para compreender outros personagens de certa relevância no cânone, como moff Mors e Cham Syndulla.

Segue o link de uma das primeiras resenhas sobre o livro:
 

 

 

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Aprendizagem ativa

TRADUÇÃO!

Aprendizagem Ativa nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental

Autor: Anitra Vickery

Editora: Penso
  • Formato: 16X23
  • Peso: 0,47 kg
  • Páginas: 268
  • ISBN: 9788584290680
  • Ano: 2016
 
Tradução: Henrique de Oliveira Guerra

Revisão técnica:
Luciana Vellinho Corso, Professora Adjunta da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Mestre em Educação pela Universidade Flinders – Austrália. Doutora em Educação pela UFRGS


Na aprendizagem ativa, o aluno deve ser o protagonista do seu próprio aprendizado. Para que isso se concretize na sala de aula, é preciso que o professor tenha uma compreensão clara dos diferentes métodos de ensino que podem ser utilizados para a criação de um ambiente de aprendizagem eficaz. Este livro é um guia prático para a teoria e a prática da aprendizagem ativa, reunindo pesquisas e estudos de caso que inspirarão professores a criar e a explorar estratégias e filosofias para desenvolver sua própria abordagem de ensino.




SUMÁRIO:


Capítulo 1. Estruturas de pensamento

Capítulo 2. Aprendizagem ativa na educação infantil

Capítulo 3. Criando uma cultura de indagação

Capítulo 4. Desenvolvendo as habilidades de questionamento de professores e alunos

Capítulo 5. Professores reflexivos, crianças reflexivas

Capítulo 6. Aprendizagem por meio da avaliação

Capítulo 7. Aprendizagem ativa com as TICs

Capítulo 8. Habilidades de pensamento por meio da matemática

Capítulo 9. Desenvolvendo as habilidades de pensamento e aprendizagem em ciências

Capítulo 10. Filosofia para crianças

Capítulo 11. Falando e aprendendo por meio da linguagem e do letramento

 
Comentário: É sempre prazeroso traduzir livros sobre educação, pois atualmente estou empenhado, junto com a esposa (e, é claro, com a competente ajuda de todas as professoras, coordenadoras e irmãs do colégio) (afinal, é preciso uma aldeia inteira para educar uma criança), na nobre tarefa de educar dois garotos, um de 4 e outro de 8. Assim, é unir o útil ao agradável quando consigo conciliar o ofício de tradutor com um tópico de aplicação quase prática.

Tudo bem, este não é um livro do tipo 'Como criar filhos autoconfiantes'. É um livro sobre técnicas para envolver os alunos em atividades que os capacitem a se tornar, no futuro, adultos pensantes e capazes de tomar iniciativa, não meros e passivos recipientes de conhecimentos.
Qualquer pai e mãe pode se beneficiar da leitura de uma obra assim, pois em casa existem muitas circunstâncias que essas ideias e exercícios podem se aplicar, como, por exemplo, na hora de fazer os temas.
 Para quem é professor das séries iniciais, a leitura da obra pode abrir horizontes, no sentido de saber o que está sendo feito logo ali na Inglaterra, para aproveitar e adaptar as ideias e procedimentos ao contexto sociocultural brasileiro.
 
 

Leituras em Teoria Social

TRADUÇÃO!

Leituras em Teoria Social

7ª Edição

Autor: James Farganis

Editora: McGraw-Hill
  • Formato: 17,5X25
  • Peso: 0,98 kg
  • Páginas: 480
  • ISBN: 9788580555608
  • Ano: 2016

Tradução:
Henrique de Oliveira Guerra

Revisão técnica:
Alexandre Barbosa Pereira, Cientista social. Doutor em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo (USP) e professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Esta consagrada antologia de leituras essenciais foi criada para fornecer ao leitor uma base sólida em teoria sociológica, reunindo o pensamento dos autores mais influentes nas eras clássica, contemporânea, modernista e pós-modernista. Com introduções que explicam e contextualizam os temas tratados, o autor apresenta textos que permitem ao estudante compreender em profundidade os principais conceitos da teoria social.

Sumário
 

Introdução

 

Da tradição clássica ao pós-modernismo: um panorama 1
 
Parte I A tradição clássica 27
1. Karl Marx: Alienação, luta de classes e consciência de classe 29
Introdução 29

Karl Marx e Frederick Engels: O manifesto do partido comunista 32

Karl Marx: O fetichismo das mercadorias e o seu segredo 43

Karl Marx e Frederick Engels: A ideologia alemã 50
 

2. Émile Durkheim: Anomia e integração social 55

Introdução 55


Émile Durkheim: As regras do método sociológico 59


Émile Durkheim: Suicídio egoísta e suicídio anômico 64

Émile Durkheim: As formas elementares da vida religiosa 73
 
3. Max Weber: A jaula de ferro 83
Introdução 83

Max Weber: A ética protestante e o espírito do capitalismo 87

Max Weber: Burocracia 92

Max Weber: Poder, dominação e tipos de autoridade 102
 
4. Georg Simmel: Dialética do indivíduo e da sociedade 113
 
Introdução 113

Georg Simmel: A metrópole e a vida mental 115

Georg Simmel: O estrangeiro 124
 

5. George Herbert Mead: O self emergente 129

Introdução 129
 
George Herbert Mead: Mente, self e sociedade 131

 


Parte II Teoria sociológica contemporânea 143
 

6. Funcionalismo 145

Introdução 145

Kingsley Davis e Wilbert E. Moore: Alguns princípios de estratificação 147

Talcott Parsons: Idade e sexo na estrutura social dos Estados Unidos 156

Robert K. Merton: Funções manifestas e latentes 166
 
7. Teoria do conflito 185
Introdução 185

Ralf Dahrendorf: Estrutura social, grupos de interesse e grupos de conflito 188

C. Wright Mills: A estrutura do poder nos Estados Unidos 196

Richard L. Zweigenhaft e G. William Domhoff: As ironias da diversidade 205
 
8. Teoria das trocas e da escolha racional 225
Introdução 225

Peter Blau: A estrutura das parcerias sociais 227

James S. Coleman: Capital social na criação do capital humano 241
 
9. Sociologia fenomenológica e etnometodologia 255
Introdução 255

Peter Berger: O dossel sagrado 256

Harold Garfinkel: Estudos sobre os motivos rotineiros

das atividades cotidianas 270
 
10. Interação simbólica 279
Introdução 279

Herbert Blumer: Sociedade como interação simbólica 282
 

Erving Goffman: A representação do self na vida cotidiana 289

Arlie Hochschild: Explorando o coração gerenciado 299
 

Parte III Modernismo e pós-modernismo 313
 
11. Teoria crítica 315
Introdução 315

Herbert Marcuse: Homem unidimensional 319

Jürgen Habermas: A religião na esfera pública 332
 

12. Pós-modernismo 341
Introdução 341

Michel Foucault: O carcerário 342

Jean-François Lyotard: A condição pós-moderna: um relatório sobre

o conhecimento 352
 
Parte IV Além do pós-modernismo 369
 

 
13. Sexo, gênero e teoria queer 371
 
 
 
Introdução 371

Dorothy Smith: Experiência das mulheres como crítica radical da sociologia 375

Patricia Hill Collins: Pensamento feminista negro 384

Candace West e Don H. Zimmerman: Fazendo gênero 398
 
Steven Seidman: Desconstruindo a teoria queer, ou certas dificuldades

em uma teoria e política da diferença 408
 
14. Raça 417
Introdução 417

W. E. B. Du Bois: As almas da gente negra 421

Richard Delgado e Jean Stefancic: Teoria crítica da raça 427

David A. Hollinger: O conceito de pós-racial: Como a sua fácil rejeição oculta

questões importantes 438

K. Anthony Appiah: Reconstruindo identidades raciais 447
 
Parte V Globalização 453
15. Sociedade global 455
Introdução 455

David Held e Anthony McGrew: Mundo dividido, nações divididas 456

Joseph E. Stiglitz: Descontentamentos da globalização 461
 



 
Comentário: Nem em meus devaneios mais selvagens sonhei que um dia poderia traduzir autores como os supracitados. Um verdadeiro mergulho em textos fundamentais não só da sociologia, mas do conhecimento humano.
Cada capítulo é precedido com uma introdução escrita pelo compilador e acadêmico James Farganis, que escolheu a dedo textos iluminadores, para enfronhar o leitor sobre o tópico em tela.

Descobri por que Marx é tão lido: escreve bem.

Ler Weber no século 21 é algo essencial e esclarecedor.

E para quem quiser abrir a mente e ir no cerne, não apenas tangenciar, os capítulos sobre raça e gênero são obrigatórios.

Dos autores menos famosinhos, gostei do Simmel (sendo um cosmopolita que habita o interior, identifiquei-me bastante com as reflexões de 'A metrópole e a vida mental').

Ah, um adendo: muitas vezes, os originais não eram do inglês, o que aumenta alguns graus de dificuldade. Mas, como diz uma banda inglesa, 'Nobody said it was easy'!